noticias


14/07/2011 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Trabalhar nas Grandes ou Pequenas empresas?
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Uma das maiores dúvidas de um profissional qualificado é a opção por novos desafios. Por muitas vezes, ele está satisfeito em sua atual colocação, mas não quer deixar passar oportunidades que possam fomentar seu crescimento profissional ao agregar novas experiências. Dentre essas decisões, optar por uma pequena ou grande empresa é uma das mais recorrentes dúvidas.

É muito natural encontrarmos profissionais angariando posições em empresas multinacionais ou grandes corporações. Mas muito mais comum do que se imagina é encontrar altos executivos em busca de oportunidades em empresas emergentes, onde possam desenvolver projetos com uma maior amplitude, além de agregar valor com base em conhecimentos obtidos em empresas de maior porte. "Um profissional que vem de uma grande empresa geralmente está em busca de novos desafios, pois busca autonomia, agilidade na tomada de decisão e flexibilidade de atuação da organização. Então, é um profissional muito valorizado em pequenas e médias empresas e que devem lhe proporcionar esse ambiente de desenvolvimento recíproco", diz Carlos Contar, consultor de gestão e carreiras e diretor da regional sul da Business Partners Consulting. "Se vai ou não valer a pena, é uma questão de ponto de vista e objetivos", diz o consultor.

Segundo Carlos Contar, em uma empresa de menor porte, o profissional acumula mais funções, o que o torna parte de muitos processos. Também possui um relacionamento mais próximo com diretores, presidentes e sócios. "A vantagem é que ele aposta junto com a empresa. Logo, se o trabalho for bem feito e a empresa crescer, ele acompanha esta curva até em termos de divisão de resultados financeiros. Porém, o teto desta corporação é limitado", diz o consultor.

Em contraponto, se o profissional busca ainda visibilidade de mercado, uma boa colocação em grandes empresas pode agregar muito à sua carreira. "Nestas grandes empresas, as funções são muito bem definidas e distribuídas. Assim, ele consegue se aperfeiçoar em uma determinada função".

O consultor ressalta que toda troca deve ser muito bem ponderada com os objetivos profissionais de cada um. "O importante é pensar a longo prazo o que aquela oportunidade significa. O profissional precisa fazer uma auto análise e verificar se o que ele busca é experiência ou visibilidade de mercado. Tendo este objetivo traçado, será mais fácil para ele decidir-se por futuras oportunidades, seja em grandes, pequenas ou médias empresas", finaliza.

 

Fonte: http://ogerente.com.br/rede/carreira/colocacao-profissional-ideal?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=a507a6e962-Rede_O_Gerente_12_07_2011&utm_medium=email



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento